Arquivo mensal: maio 2013

Portal, o jogo da física

portal

O jogo Portal, da Valve (para PC, PS3 e 360), consiste basicamente de uma série de enigmas que devem ser solucionados ao teletransportar o personagem do jogador e outros objetos simples, mas em essencial envolvem: física e raciocínio lógico.

O primeiro jogo é relativamente pequeno, mas pode nos deixar um bom tempo planejando a melhor forma de solucionar os quebra-cabeças. A premissa básica é de que você precisa completar a fase usando a Portal Gun, um utensílio capaz de criar um portal interespacial entre superfícies planas.Você faz os testes para a Aperture Science, a empresa de engenharia que todo nerd sonha em criar . O mais tenebroso do jogo é a que existe um computador chamada GLaDOS que é sombriamente engraçada e ela desafia o personagem do jogador para completar cada fase no Aperture Science usando a Portal Gun com a promessa de receber bolo quando todas as fases forem completadas.

Com esse vídeo você entende a premissa do jogo:

O mais incrível é que entre um portal e outro, o momento é conservado. Isso quer dizer que se você entrar por um portal e sair em outro (você controla dois, um azul e um laranja), a sua direção e velocidade (já que o momento é grandeza vetorial) serão mantidas. Com isso a gente consegue pegar impulso ou arremessar objetos. Como a GLaDOS explica: “Em termos de leigos, coisinha rápida entra, coisinha rápida sai”.

portal física 1

Na imagem acima, nós vemos um exemplo de momento linear. O famoso “embalo”.  Nós vemos que, no jogo, se pularmos de um local alto e pegarmos velocidade, vamos sair no outro portal conservando esse impulso, nos empurrado para cima da plataforma. Imaginem o quão mais interessante seria se na escola nos ensinassem dessa forma? :p A fórmula que explica tal momento, é: movimento lienar. Isso é: quando a Chell (protagonista do jogo) pular em um portal, o momento linear (P) será igual a sua massa (m) e a velocidade (v), e manterá na saída do outro portal.

portal física 2

Nesse outro exemplo vemos que no jogo também é possível uma técnica mais avançada, a de ficar criando outros portais enquanto você ainda está voando, e conseguir ainda mais impulso. É como pular de uma altura maior.

O jogo acaba por nos ensinar algumas noções de física, além de ser muito desafiador. Mesmo que você não curta física, o jogo não é chato, e nem é seu objetivo ensinar ciência, mas você pode, talvez, ver a beleza dessa ciência jogando :D Mas o mistério é: você vai receber um bolo no final?

Fontes:

http://alimenteocerebro.com/jogos-para-o-cerebro-portal-o-jogo-da-fisica/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Portal_(jogo_eletr%C3%B4nico)