Arquivo mensal: novembro 2012

Tecnologias da Nasa que você usa na sua vida

Muitos pensam que viagens a Marte, voos até a Lua e todo esse tipo de coisa não tem nada a ver com sua vida, mas a NASA gasta bilhões e bilhões por ano em pesquisas e no fim muitas das coisas que eles inventam para viajar pelo espaço acabam vindo parar em nossas mãos e influenciando nossas vidas diretamente.

Por isso confira algumas das coisas criadas ou ajudadas pela NASA, que fazem parte de nossa vida diária:

Filtro de água – Se você tem um filtro na sua casa, agradeça a NASA, pois grande parte da tecnologia utilizada nesse produto vem dela.

Pneu de carro – Graças a NASA e a Goodyear, hoje nós temos pneus de carro que duram tanto, caso contrario estaríamos trocando eles quase todo mês.

TV – A televisão via satélite é uma criação da NASA praticamente, afinal a maior parte das tecnologias usadas para esse tipo de coisa é dela.

Tênis esportivo – Se você gosta de usar aquele Nike ou Adidas com absorção de impacto, saiba que grande parte da tecnologia utilizada neles veio das naves e roupas espaciais que a NASA desenvolve.

Aparelho dentário – Isso mesmo, se seus dentes são retinhos e bonitinhos graças ao aparelho, sabia que a NASA ajudou aí também, pois os materiais usados nele foram primeiramente desenvolvidos pela agencia espacial americana.

Óculos escuros – Claro que a NASA não inventou tal coisa, mas muitas tecnologias usadas hoje em dia vêm dela, principalmente no que diz respeito aos filtros UV que os bons óculos possuem e ajudam a salvar seus olhos dos problemas causados pelo sol.

Ferramentas sem Fio – Quando você está aspirando a poeira ou migalhas em casa com um aspirador sem fio, na verdade você está usando a mesma tecnologia que os astronautas usaram na lua. Embora a Black & Decker tenha inventado as primeiras ferramentas à pilha em 1961, a pesquisa relacionada da Nasa ajudou a redefinir a tecnologia que levou a instrumentos médicos leves e sem fio, aspiradores de pó e outras ferramentas.

Termômetro de ouvido –  Tomar a temperatura quando se está doente pode ser um negócio complicado. Um termômetro de mercúrio padrão pode se mostrar difícil de ler, e o termômetro retal é muito desconfortável. Em 1991, os termômetros infravermelhos que você coloca no ouvido conquistaram o mundo ao simplificar e agilizar o processo de tirar a temperatura de uma pessoa – principalmente de crianças e bebês. Junto com o Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL), a empresa inventou um sensor infravermelho que serve como termômetro. Os termômetros auriculares tomam nossa temperatura medindo a quantidade de energia que o tímpano desprende dentro do canal do ouvido. Já que o tímpano está dentro do nosso corpo, ele atua como um sensor eficaz da energia interna, que aumenta quando nós ficamos doentes. Os modelos para hospital podem medir a temperatura em menos de dois segundos.

Protegido: Provas da OIbF

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo: